Nem tudo que é novo é moderno

1

Muita gente faz confusão entre a corrente arquitetônica moderna e o contemporâneo. O movimento Modernista começa aparecer no Brasil depois da Semana de Arte Moderna e 1922.  Na arquitetura buscava a racionalização e o funcionalismo. Com o passar do tempo tivemos grandes nomes que marcaram esse período que foram Oscar Niemeyer e Lúcio Costa.

4

Tem como característica entre outras:

– Linhas comuns e geométricas bem definidas;

– Grandes janelas/painéis de vidro;

– Vãos integrados entre os cômodos;

– Pilotis .

 casa_cantabria_modernista_09

O que o modernismo queria era romper com o que já era feito e criar algo novo.

Nossa capital é um exemplo claro disto, assim como o MASP em São Paulo e o conjunto arquitetônico da Pampulha em Minas Gerais.

6 5

O que achamos atual e novo hoje ainda não tem nomenclatura estática ou é bem definida, na dúvida chamamos de contemporâneo rs, mas não moderno, porque mesmo ainda exercendo grande influência, pelo menos em arte, design e arquitetura moderna ficou nos anos 60.

Eu te espero pra um café. Abraço,

Miro Andretto

 

 

Anúncios